domingo, 30 de maio de 2010

Desconfiados...

Olá amigo leitor, como vai?
Quem vos escreve é Raul.
Primeiro gostaria de reforçar que meu sumiço e dos meninos em meados de junho é mais que natural: se você não se lembra, somos universitários, e fim de período é aquele caos total. Mas juro que faremos o maior esforço possível para postar aqui - assim como agora, são uma da madruga e eu tô aqui, mesmo sabendo que as seis da matina tenho que tá de pé!
Bem, prossigamos.
Esses dias eu estava conversando com uma amiga de como tem homem comprometido aqui em Viçosa que fica nesses chats e pegações Ltda. E o pior: eles procuram outros caras, mas são comprometidos com mulheres. Disse pra ela que eu mesmo desconfiava de uma penca de amigos nossos que poderiam ter tal comportamento. Ela não acreditou, e me disse que não desconfiava de ninguém. Pois bem, passou.
Em um outro dia, nova ocasião e assunto esquecido, eu e esta mesma amiga estávamos lanchando em um estabelecimento e fomos pagar o consumido no caixa. Ela pagou primeiro, e o funcionário do caixa - homem- fez como manda o protocolo. Chegou a minha vez, eu fui pagar no cartão e o funcionário puxou aquele tedioso papo para preencher o tempo em que a máquina processa sua transação. Eu, educado, respondi. Ele sorriu pra mim e deu aquela olhada que qualquer um de nós - meninos que amam meninos - sabe reconhecer.
Quando saí de lá, comentei com a minha amiga que achei suspeito. Minha amiga riu, e disse que eu estava "vendo coisas de mais".
Fui pra casa bem pensativo nesse dia. Será que vivemos mesmo em um mundo de desconfianças?
Vivemos. A resposta é mais que positiva.
Não conheço um menino que curte meninos que não tem essa cisma: "será que ele é?", "ele me trai"?, "ele é assumido"?... vivemos cercados de desconfianças.
Quem está nesse mundo há algum tempo sabe que desconfiar é estratégia de sobrevivência.
Mas por que isso?
Qual será o motivo desse comportamento desconfiado em massa?
Bem, eu não vejo resposta pra isso.
Eu mesmo já fui muitas vezes traído, trocado por uma mulher bem embaixo do meu nariz, levei inúmeros bolos de caras que "haviam me achado lindo" e fiquei com alguns caras que "se casariam em breve" - e não seria comigo.
Nossa relações nascem desconfiadas e crescem na desconfiança. E ainda tentam me punir por eu ser inseguro. As vezes acho que realmente o mais correto é nadar a favor da maré: parar de desconfiar e ser motivo de desconfiança.
Quando a gente dá as respostas sempre aparece quem faça as perguntas.
E uma coisa é fato: no meio de tanta incerteza o solo torna-se ainda mais infértil para os relacionamentos.
Aos que procuram um relacionamento, acredito que isso só torne-se possível quando as desconfianças se extinguirem.
Como não tenho muita estrutura para tal comportamento eu vou investindo na minha carreira acadêmica. Assim eu estudo mais e perco menos tempo com incertezas...
Aos aventureiros...boa sorte!

Raul

quinta-feira, 20 de maio de 2010

Divo Secreto 1ª Temporada (episódio 01)

Boa noite gente! Aqui é o Raul.
Como Luan já explicou nesse post logo aí embaixo, nós do blog resolvemos abrir essa coluna toda especial pra você nos dedicar aquele seu divo secreto! Sim, aquele menino que você acha lindo e pragueja todo dia por Deus tê-lo feito hétero! Como sabemos que Viçosa tem aos montes, nada melhor do que compartilhar.
Desde o dia da postagem recebemos algumas sugestões de Divos Secretos por e-mail. O primeiro dessa temporada já foi escolhido.
Analisamos bem as fotos que o nosso leitor Fernando* mandou, e achamos a dica de Divo dele bem peculiar.
Pedro achou o carinha com cara de bobão, mas bonito.
achou gato demais.
Luan também achou o cara bonitão.
Eu sinceramente achei o amigo da primeira foto mais bonito, mas confesso que a indicação do leitor Fernando* foi boa mesmo.
Então vejamos o cara né?A primeira foto está aqui! Ele é o cara da esquerda: Bonitão, braços torneados e pinta sexy na boca. Tem como resistir? Sem contar nas sombracelhas grossas né?
O amigo dele da ponta da direta também é um gato. Tiro o chapeú.
Quer ver mais?
Tem aqui e aqui.
E vou postar essa última porque achei os amigos dele e a foto bem sexy, espia aqui.

Tem sua sugestão de Divo?
Envia pra cá: meninossecretos.blogspot.com

*Nome fictício.


Fui.
Raul.


segunda-feira, 17 de maio de 2010

Ô Viçosa, Ô...

Opa galera, beleza?
Aqui é Luan, voltando das férias fora de época do blog... hsuahsuahsa
Bem, sei que alguns lekes se comportaram, outros nem tanto. Eu, como Raul já mandou na real aqui tô amarrado agora (vamos ver quanto tempo vai durar essa fase né?) rs.
Mas vou deixar de embromar e ir direto ao assunto.
Se você não é um leitor que mora aqui na nossa Viçosa, saiba que essa é uma cidade mediana, que tem cerca de 70 mil habitantes e que só a UFV pra movimentar a economia.
Logo, são cerca de 12 mil jovens na Universidade e boa parte destes jovens não é natural de Viçosa. Na teoria é bom, mas na prática a coisa fica ainda melhor.
Na real, a situação poderia ser melhor pros lekes que amam lekes (adaptei, heheh), mas mesmo assim tudo tem seu lado bom.

A variedade de lekes aqui é imensa. E a maioria deles é de responsa, daqueles pra babar mesmo. Eu então, que tenho um gosto bem abrangente me delicio em cada lugar. Na rua, no shopping, na UFV, no banco, no supermercado, na padaria...como tem leke bom nesse lugar! E pra todos os gostos...tem agroboy de calça justa e butina, tem nerd-sexy-da-física-e-afins, tem macho alpha engenheiro, tem leke cult, negro capoeira, leke sonho americano...um cardápio cheio!
Foi numa dessas que nós do blog tivemos uma idéia brilhante: no nosso último encontro, depois de uma daquelas discussões sem fim sobre gosto pra pegação, resolvemos que já tava na hora de abrir um espaço aqui no blog pra mostrarmos o que essa Viçosa nos oferece de bom né?
Bora?

- Sabe aquele leke tesudo da padaria, da sua aula de FIS 131 ou de qualquer outro lugar? Acha uma foto bem sensual dele e manda pra gente! Só enviar pra meninossecretos@hotmail.com com o nome do leke e se possível alguma informação adicional. A pedida vai passar pela nossa banca de jurados (rs) e entra pra nossa coluna. Será nosso espaço DIVO SECRETO!

ps: Gente, não estaremos aqui nos referindo à sexualidade de nenhum dos caras ou tratando dos garotos de forma imoral viu? A coluna é só para apreciarmos juntos a beleza masculina que Viçosa tem pra mostrar!

Arregasse as mangas, abre esse Orkut e mãos à obra!

Fuizzzz

Luan.


domingo, 16 de maio de 2010

E A Vida, Anda Bem?

Olá amigo, aqui é o Raul.
Confesso que o sumiço de nós 4 aqui do blog é reflexo de uma porção de coisas: período letivo em plena atividade, romances conturbados, problemas financeiros e desencontros.
Mas, conversamos (finalmente) os 4 nessa sexta-feira e decidimos fazer o maior esforço pra não deixar de postar aqui nossa visão desse mundo dos meninos que amam meninos.
Alguns repasses:
1º - O concurso pra eleger o 5º Menino Secreto continua de pé. É só você dar uma passadinha aqui.
2º - Atualizando pros leitores curiosos: eu tô solteiro, Fê tá solteiro, Pedro tá solteiro e Luan (pasmem!) tá namorando.
3º - Estamos cheios de assuntos novos pra postar por aqui.

Eu continuo por aqui, na vida peculiar viçosense. Por falar em peculiar, descobri o amor da minha vida esses dias, porém com alguns defeitos: hétero e indiferente a minha existência. Porém, como sou um Menino Secreto bonzinho vou postar o perfil dele aqui viu? Espia aqui.

Acharam que eu ia dar tudo assim de bandeja? Nem pensar!! - Aos interessados em descobrir quem é meu amor platônico dou uma dica: eu apaguei os dois últimos números do endereço do perfil dele. Pra ver o amor secreto terão que adivinhar os dois últimos números e acrescentar no perfil. Bom que assim vocês se distraem e treinam um pouco de análise combinatória. (rs)

Acho que vou me despedindo, porque estou com zilhões de problemas pra resolver. Mas prometo, tenho muito pra contar.

Beijos.


Raul










A Fuga

Oi leitor, como vai?
Depois de uma imensidão por fora, eis que aqui estou.
Saudades do Pedro aqui? Espero que sim, pois eu não me aguentava de vontade de voltar por aqui.
Deixando de papo furado, hoje eu venho contar uma experiência própria e deixar meu depoimento sobre um assunto delicado. Então vamos lá!
Quem nunca marcou um encontro meio "as escuras" que atire a primeira pedra. Pois bem, esses dias eu caí nesse conto: conheci um cara na internet, e depois de muito conversarmos decidimos que era a hora de estreitarmos nosso laços e nos conhecermos. Marcamos um encontro.
Eu fui, confesso que munido de poucas expectativas de um pegador, porque esse não é o meu estilo. Mas chegando lá, eis que de repente me deparo com um cara fisicamente bem diferente do que eu imaginava. Ok que a aparência não é tudo e eu mesmo defendo essa tese, mas que nesses casos o interesse diminui, isso é inegável. Pois bem, depois disso ainda piorou.
Imagine você que o cara tinha um papo ruim. Daqueles que precisou de pouco menos que 3 minutos pra que mentalmente eu pedisse socorro! E o problema se instaura aí: A FUGA!
Nunca é fácil sair de uma situação dessas. Sempre rola aquele desconforto pra ambas as partes. Obviamente sempre tem aquele cara de pau que sai de uma dessas como quem pede uma pizza - com muita mussarela por favor! - mas eu não sou um desses.
Já fui vítima de algumas "fugas" com as desculpas mais esfarrapadas da face da terra, e sei que pro cara de quem se foge a coisa é muito desagradável.
Na verdade, ficar ali, pensando que o cara não gostou de você por algum motivo e quis se livrar de ti o mais rápido possível é algo degradante, afinal, os seres humanos não lidam bem com a reprovação.
E sem essa demagogia de que a sinceridade é o melhor. Uma palavra sincera as vezes machuca mais do que uma desculpa. Imagine alguém te dizer "foi mal, mas você é feio demais pra mim" ou "cara, desculpa, mas você é um chato" ao invés de algo clichê como "tenho um compromisso agora do qual havia me esquecido"? Eu prefiro a segunda opção, porque além de menos impactante ainda traz o ar de mistério: será que poderia mesmo haver um compromisso?
Mas de todas as formas, se a fuga é inevitável, fujamos. Mas façamos da maneira mais nobre possível.
E no fim, eu fugi! UFA!



Pedro

segunda-feira, 3 de maio de 2010

Sem Terra


Oi amigos, que saudade de tudo isso aqui!!!
É o aqui ^^
Ow, demorei um século pra fazer esse post, mas digamos que fiz um longo laboratório...
Pra começar vou lembrar, ainda estou solteiro... =/
E como todo menino que ama meninos solteiro, numa cidade tão minúscula como Viçosa, vou ao ponto de encontro mais famoso da região: CHAT TERRA.
Não leitor, o título não se refere ao MST, é Sem Terra, mas me referindo ao chat do portal Terra mesmo.
Fazendo aquela introdução (que o Raul tanto cobra da gente), o Chat Terra possui uma sala de Viçosa, e ela é, pelo menos publicamente, o único lugar de Viçosa onde rola pegação GLS. Acredite, é sim!
Mas nesses dias de tédio-vida solteira-amigos ocupados-e-pouco dinheiro, resolvi ver se conhecia algum carinha legal por lá.
Sem brincadeira nenhuma: por 7 dias consecutivos eu entrei lá, e o saldo foi tão negativo que é impossível de contabilizar. Encontrei de todos aqueles tipões clássicos: o cara que "finge que caiu" quando vê sua foto e acaba com sua auto-estima, o tiozão que só pensa em pedir pra você ligar a webcam, o taradinho que só quer ver seu pau, o super-max-plus-carente que pede você em namoro depois de saber sua idade, os jovenzinhos querendo putaria online somente, os escrotos (e muitos) de plantão, e por aí vai...
Poxa, será que estamos presos nesse clichê todo? Não consegui fazer uma, nem se quer UMA conversa sem que em pelo menos um momento me perguntassem se eu era ativo ou passivo. E isso irrita, muito. O que nós deixamos isso se tornar? O lugar que era pra ser um ponto onde nós, meninos que amam meninos poderiam se encontrar, se conhecer, bater um papo, e falar de várias coisas se transformou num simples disk-sexo. Isso quando você não cruza com aqueles noiados que não querem nem revelar a idade direito...ou com aqueles desesperados que trocam de nick a todo minuto.
Eu sinceramente me sinto envergonhado por ser gay nestes momentos. Não pela pegação, que claro, como sou de carne e osso também tenho meus dias de tesão à flor da pele. Mas me envergonho pela superficialidade em que nossas relações estão se afundando. Primeiro o sexo, depois o nome. Primeiro o sexo, depois o dono do pinto. Primeiro o sexo, depois a conversa.
Inversões rídiculas, que só questionam a triste sobrevivência de relações sadias nesse nosso submundo...

uma pena...=(


quarta-feira, 28 de abril de 2010

Algumas Desculpas.

E ae galera, aqui é Luan de novo!
Venho fazer um pequeno post pra esclarecer algumas coisas do post anterior.
Quando falei do Raul e do seu rolo, saberia que ele iria ler essa parada aqui e confesso, fiz de propósito. Falei o que eu quis mesmo porque isso faz parte da minha personalidade saca?
Mas tenho que confessar que me precipitei e falei demais de um cara que eu nem sei quem é. Eu não sei se ele é feminino, se ele é bonito, feio, magro, gordo... porque Raul não quis me passar o orkut do leke. Mas fiquei meio P da vida com ele e resolvi soltar o verbo com o que eu sabia por aqui.
Ele ficou bravo com o que leu, e foi brigar com Raul, que por sua vez, óbvio, veio brigar comigo. Tal atitude me fez ficar ainda mais bravo com esse leke fdp, mas tenho que ser adulto e reconhecer que errei falando de alguém que eu nem sei quem é - mas sei bem o que aprontou. Peço desculpas ao leke, em meu nome - porque eu não o conheço e não poderia ter mandado aquela real - e em nome de Raul - que não tem nada a ver com meu post.
Espero que minhas desculpas sirvam.

ps: ainda não me passou a vontade de te quebrar a cara viu leke?

segunda-feira, 26 de abril de 2010

O Que É Isso Meu Irmão?

E ae galera, o que mandam?
Aqui é o Luan, e tô muito feliz de tá aqui de novo!
Pra você leke que ainda não sabe eu explico ligeiro: estive doente, coisa séria. Mas felizmente já estou bem melhor e pude voltar a postar aqui pra vocês.
Quando você passa por situações frágeis acho que a mente dá aquela clareada entende?
Pois então, comecei a ver as coisas um pouco diferente e notei só um detalhe:
Esse NOSSO mundo tá uma ZONA!!!
É sério leke, me bateu aquele desespero. Imagine você, que eu, aquele cara que tem a fama de curtir a vida adoidado estou dizendo isso...logo a coisa tá mesmo séria e vou logo clarear sua cabeça maluco:
Não tive muito tempo de viver experiências em sexo e relacionamento devido ao meu estado de sáude, mas por estar mais "sossegado" comecei a enxergar diferente a vida alheia. E minha conclusão foi que geral tá aí, levando soco desse mundo cruel. Não leke, não virei emo, rs.
Pra começar descubro que um frouxo ae fez mó zuação com a cara do meu amigo Raul, que digo com toda certeza, é cara de primeira, pra namorar sem nem questionar. Fiquei puto demais, e como Raul me confidenciou a história completa por msn, creio que fiquei mais impressionado que ele. Minha vontade era encher a cara desse leke de porrada, mas não faço apologia à violência e não ando malhando, então abortei esse plano, rs. Sério, fiquei mesmo muito triste. Eu não sirvo de exemplo pra nenhum relacionamento, mas não creio que esse leke tenha sido honesto.
Um segundo ponto que me bateu forte é ainda mais inacreditável: eu, durante meu momento de fragilidade senti muita falta de sexo. Logo quando melhorei parti pra pegar uns lekes. Peguei três desde que melhorei, número razoável. Mas foi o último deles que marcou mais: depois do sexo eu quis dormir junto do leke, abraçado, e gostei de tá ali. Quando fui embora, fiquei logo pensando no próximo encontro, e nem foi só pela transa - que foi uma performance do caralho! Eu descobri que eue stou cansando da vida de solteiro. NÃO PASMEM, mas é verdade. Cansei do sexo vazio. Quero alguém pra dormir junto, discutir, brigar e sentir ciúmes. Todo pássaro um dia faz seu ninho né? Fiquei mesmo impressionado com essa minha vontade e senti que deveria compartilhar com vocês.
Por último, vem a experiência recente que me fez dizer alto: O Que É Isso Meu Irmão??
Um certo chapa meu tava pegando um leke ae, e eles já tavam juntos fazia um tempinho. Até que de repente o leke descobre que seu ficante tava arrastando asa pra uma mina. Isso mesmo, a porra de uma menina! Na hora me deu nojo. Nojo não pelo sexo feminino, mas pelo tamanho da repugnância do caso - até me esforcei pra falar difícil, rs. O cara é gay demais. Super feminino. Como essa tonta não vê que concerteza do que ele gosta ela também faz um caldo bom? E tem mais, ela procura ele. Minha revolta vem porque ela se faz de cega, ele se faz de macho e ainda tem a audácia de trair o leke lá! Vai te catar meu...
Eu sei que esse leke lê o blog, e pra ele eu deixo a minha feliz cara de repúdio!
Bláh!

No Mais, alguém precisa arrumar essa zona.
fui.

sábado, 10 de abril de 2010

Era Uma Vez...

Oi leitor, aqui é o Pedro.
Vou ser direto: hoje o assunto aqui é bem presente na vida de todo menino que ama meninos.
Qual cara nunca se pegou vivendo um verdadeiro conto de fadas? Que garoto nunca ficou oras fantasiando uma relação pra si mesmo? Que jovem mortal nunca fez-se um sonhador?
Acho que todo mundo, pelo menos uma vez, já caiu no deslize de fantasiar um mundo-maravilhoso para sua relações, certo?
Mas não venho aqui falar dessa maioria. Venho falar de uma parte que demanda mais atenção: A parte que corresponde àqueles caras que fazem de suas vidas um conto de fadas, forçado.
Não amigo leitor, não ache que isso é viagem de minha parte, já esclareço.
Certa vez conheci um cara, cheio de energia pra se envolver comigo. Óbvio que crítico como eu sou não demorou para que eu notasse que o cara almejava viver um conto de fadas. E não me refiro aqui ás porções de romance do estilo (porque todo mundo almeja alguma pitada de romantismo né?), mas me refiro ao fato do cara fantasiar coisas absurdas pra si mesmo.
Primeiro vem a imagem: o cara quer namorar um príncipe, lindo, sarado, elegante, bem vestido, educado... nem precisa dizer que é um exagero não é mesmo? Um exagero porque esperar de cara um "tipo d eideal" de alguém é limitar-se, é fechar o seu círculo. É se privar do melhor que o mundo aí fora tem pra oferecer: as diferenças.
Depois temos outro problema: vida real não é fantasia. E tem cara que simplesmente fica em casa, sentado, esperando alguém bater à porta com o sapatinho de cristal enquanto a vida passa lá fora. Alô? Sem dar as caras no mundo e conhecer gente nova o príncipe encantado se torna cada vez mais útopico.Outro problema: a síndrome de princesa. O cara as vezes se cerca de uma fantasia tão grande quese acha uma princesa comparado aos demais, o que faz todo sentido se notarmos que na verdade o cara está sofrendo um conflito com a realidade ( que óbvio, não corresponde ao que ele sonha pra si). O resultado é um cara cheio de cismas, não-me-toques e neuroses.
Por último, vale lembrar que a vida pode sim ser um conto de fadas, mas dentro da sua realidade. Meninos são complexos, ainda mais no mundo dos meninos que amam meninos. As relações no nosso mundo são cada vez piores de se manter, e fantasiar uma historinha de amor perfeita não ajuda muito. O negócio é viver: partir pra realidade, enfrentar os problemas com o cara que você gosta, aceitar os defeitos dele ( e assumir os seus ), tentar sempre progredir e tornar-se um príncipe sim, mas dentro dos patamares de realidade.
Se eu já conheci Príncipes? Certamente sim, mas estes estavam muito distantes dos desnehos da Disney. Estes eram reais, de carne e osso, e muito além de um corpo e rosto bonito. Eram Pessoas. E pessoas meu caro, constituem a melhor parte da vida.
Acabe logo com este conto, e se joga na vida real.


Pedro.

quinta-feira, 8 de abril de 2010

Boa Noite Pros Meninos!

Olá leitor, tudo bem? Aqui quem vos escreve é o Raul.
Venho aqui só pra fazer alguns repasses.
Primeiro quero dizer que estamos muito lisongiados com as incrições para a vaga do 5º Menino Secreto. Obrigado a todos que enviaram os e-mails. Temos recebido inscrições no mínimo curiosas, rs.
Bem, venho aqui também dizer que cada um de nós está preparando uma postagem especial pro blog, e em breve temos novidade por aqui.
E por último claro, deixo aqui meu boa noite pros meninos de plantão!
Abraços.

Raul.

segunda-feira, 5 de abril de 2010

Abstinência


Opa galera, tudo em cima aí?
Poutz, tava morrendo de saudades disso aqui. Aqui quem posta é Luan.
Bem, como a maioria aqui já sabe, estive doente e tive que me ausentar daqui. Como tenho os amigos mais companheiros e fod** eles também se ausentaram até eu poder voltar. Quero agradecer publicamente à todos eles pela irmandade!
Bem, mas venho aqui pra falar de um outro lado muito tenso dessa história toda: A ABSTINÊNCIA. Ok, muita gente entra nela por que quer, mas acredite, acho que eu jamais escolheria a abstinência, rsrsrsrs.
Pra quem não sabe faço questão de explicar: fiquei impossibilitado por um bom tempo de fazer sexo. Sim, sim, foi um tempo curto, mas me pareceu um século!!
Eu AMO sexo, e ficar sem foi um saco. Passava dias feito um velho, fazendo os programas mais idiotas possíveis. E acredite, nem pra recorrer à putaria da net eu estava podendo. Então tentei canalizar minha energia sexual pra outras coisas: decidi escrever algumas idéias de posts para quando eu voltasse pro blog, e eu diria que já tenho algumas na manga.
Mas a vontade continuou lá. E a abstinência causa reações medonhas:
Seu critério de seleção chega perto de zero, e você passa a dar mole até pro tiozinho da padaria (nojo!), Você vê sexo onde não existe, sua concentração diminui. Você de repente recorre aos números mais inexperados da agenda e se arrepende imediatamente de ter feito isso. É crise após crise, além, lógico, do seu ego sofrer considerável queda.
Mas finalmente isso acabou, e acredite, da melhor forma: peguei um leke que foi me visitar lá em casa, e rolou sexo pra compensar o mês todo. Achei que a abstinência me faria ser rápido, mas não fui. E Acredite, ao contrário do que dizem, em matéria de sexo não se perde a prática. Quem um dia disser pra você que "tá sem prática" é porque nunca teve mesmo. Homem bom, é bom em qualquer hora e homem ruim é ruim em qualquer hora (não to me chamando de bom aqui viu? rsrs).
O mais importante é que a abstinência passou, e pra você, que tá nessa fase fica a dica: café, leitura e muito banho! rs
Abraços lekes!


Fale Com Os Meninos Secretos

Oi galera, tudo bem?
Venho aqui só relembrar pros leitores que estão chegando agora sobre nossos meios de comunicação:

MSN: Você pode add a gente lá e bater aquele papo. Contar a sua história, das a sua sugestão, fazer aquela crítica e conversar o que quiser, além claro, de conehcer melhor os Meninos. Sempre que possível tem um Menino Secreto online por lá.
meninossecretos@hotmail.com

Twitter: Você pode seguir os Meninos por lá, e saber de primeira mão das atualizações do blog e das nossas novidades.

Siga Aqui

Chat: Você pode vir conversar com a gente e com outros leitores do blog através do nosso chat do msn, é só copiar o endereço e add como se fosse um contato normal.
group1136392@groupsim.com

Orkut: Quer ser nosso amigo no Orkut? Add aqui o nosso perfil e entre aqui na nossa comunidade. Vamos ampliar nossos canais de comunicação!

E-Mail: Você também pode mandar um e-mail, com seu texto, sua sugestão de post, ou aquele assunto mais particular. É através do e-mail que faremos as promoções também.
meninossercretos@hotmail.com

domingo, 4 de abril de 2010

O Lobo Em Pele De Cordeiro

Oi Gente, aqui é o Fê ^^
Bem, hoje vou fazer um post que com certeza alguns leitores vão se indentificar - e muito.
Fazendo a linha do Raul, irei contextualizá-los: conheci um cara na internet, conversamos muito, muito, muito. Depois de um tempo, o meu "amigo hétero" (sim, o conheci fora da pegação) me disse que estava apaixonado por mim e que achava estranho. Disse ser a primeira vez que sentia algo por outra cara, e que era confuso, embora fosse bom. O resultado? Nos envolvemos. Eu comecei a gostar dele, e nós nos apaixonamos - pelo menos eu me apaixonei. No início foi tudo lindo, ele me pediu em namoro e aquele blá blá blá todo.
Lógico, não demorou muito pra ele dar uns sumissos inexplicados, algumas crises e vir cheio de mistérios.
resumão: depois de muitas idas e vindas, onde certamente eu fui o único machucado, descobri coisas horríveis.
Ele era um piriguete de plantão, daqueles que canta até a assistência técnica do Orkut. E mais, vários de nossos conhecidos já haviam sido seduzidos pelo papo do bom moço.
O pior aconteceu na minha mente: aquele cara inteligente, tímido e centrado havia sumido, e agora dava lugar à um ser sem escrúpulos, nojento, cheio de artimanhas e vivendo por trás de milhões de mentiras.
O que faz um ser viver sob essa pela falsa?
E o pior, descobri que no nosso mundo, há rebanhos inteiros de falsos cordeiros.
É como um campo minado, e a coisa está ficando feia. Até que ponto um cara pode chegar só pra te "pegar"? Até que ponto é interessante fazer um cara ficar caidinho por você e depois pular fora.
Será que temos prazer em ver as pessoas se arrastarem pela gente? Será que alguém tem o ego tão ferido a ponto de precisar de uma tropa rastejando sob seus pés?
Eu não serei assim, nunca.
Não serei porque sei o quanto dor isso causa no outro lado envolvido na história. E não gosto de machucar ninguém, por mais demagogia que isso pareça. Se estou envolvido é de verdade. Se fico com um cara de novo é porque eu curto ele. Se eu digo que eu amo, eu realmente amo.
E chega de hipocrisia e peles falsas.

HAM!

Fê^^

sábado, 3 de abril de 2010

Mundo POP Gay

Olá amigo leitor, como vai?
Aqui quem vos escreve é o Raul, e este é um post que foi discutido (e como foi) por nós 4 aqui do blog.
Bem, não é novidade pra nenhum de vocês que nós somos adeptos à analogias né? E este post trata de mais uma delas.
Bem, antes de mais nada vamos contextualizá-los:
Se você frequenta o mundo gay, ou simplesmente é um deles, sabe que todo menino que ama meninos (ou pelo menos a maioria deles) adora-venera-baba-e-ama incondicionalmente as Divas do mundo da música né?
Isso é tão fato quanto dizer que o Brasil é o país do Carnaval.
Mas esqueçamos o carnaval. Você já parou pra pensar alguma vez que nossos ídolos nos inspiram e nos trazem muitas influências?
Certa vez eu e os meninos entramos numa discussão: quem nós seríamos se fossémos do mundo POP? E nessa conversa entramos numa discussão mais profunda: tentamos classificar os gays contemporanêos de acordo com as divas POP.
Vejamos então, qual delas você já viu por aí? rs

ps: Lembre-se que adoramos todas (quase todas) as artistas listadas, as críticas são apenas para configurar um lado mais cômico e identitário do post. E Para fazer mais sentido o ideal é que você conheça um pouco da história e da personalidade das artistas listadas.

Madonna

Sabe aquela bicha velha que se acha a rainha? A Madonna é aquela que se acha superior ás demais e trata todo mundo como se fosse uma mera aprendiz estúpida (no contexto brasileiro chamaríamos de síndrome da Suzana Vieira). É aquele cara que quando a música toca na boate é o primeiro a fazer carão e dançar feito uma rã dissecada - e achar que é soberano. De todos, é aquele que mais muda. Dois meses, e já é outra pessoa. É aquela cujo a época de glamour já se foi, mas que insiste em se achar top.

Mariah Carey
Sabe aquele amigo metidinho, cheio de não-me-toques? Aquele que inventa milhões de apelidinhos pra si mesmo e é cheio de mi-mi-mi (literalmente, rs). Aquele que vira e mexe tá acima do peso e achando que abafa? Aquele que quer mostrar pra todo mundo que é riquinho e que é bonito (mesmo tendo comprado o cabelo num alisamento)? Pois então, é o típico bofe Mariah. É aquele super exigente, super nariz em pé, mas que no fundo é o mais clichê de todos.

Lady Gaga
O gay Lady Gaga é aquele moderninho, super descolado, que tá sempre por dentro de tudo e quando você menos espera chega lançando tendência e esbanjando cafonice. O lado positivo é que este tipo acha bonito ser brega. Abusa na roupa, no carão, na dança, nas gírias....é aquele tão exagerado que chega a ser gay demais da conta... Fashionistas de plantão são os gay a la Lady Gaga.

Christina Aguilera

Sabe aquele cara super-porra-loka que quer aprecer normalzinho? Aquele super diferente que quer ser igual aos clichês que tem por aí? Pois então, essa é a famosa síndrome de Aguilera. É querer parecer normal, mas acima de tudo ser bem diferente de tudo. O carinha a la Aguilera manda ver, adora um bate boca e não dá a mínima pra se tá sendo escroto ou não. É aquele seguro de si, que fica ali controlando, mas qualquer descuido já manda ver no "vai se f*&¨%".

Avril Lavigne
Tendências emo contidas? Aquele desejo-de-ser-pop mascarado por uma vibe new rock? Conhece alguém assim? Então é um típico Avril, também conhecido como Punks de boutique. Aquele cara que se diz contra a moda, super de vanguarda mas que no fundo se monta todo na grife e em casa sozinho fica dublando a Cindy Lauper. Esse é aquele que quer nadar contra a maré, mas está mais na onda do que imagina.

Amy Winehouse
Esse tipo todo mundo conhece alguém: o cara perde a linha fácil, enche a cara, entorna os canecos, sai mal na foto, paga mó vexame e não tá nem aí pra *orra nenhuma. E mesmo assim, numa nova oportunidade faz tudo de novo. E o melhor: acha que a vida vai muito bem assim, obrigado.

Alanis Morissette
Aquele tipinho que gosta de dar um tapinha, de fazer uma "viagem" e curtir a "onda". Tira o dia pra fumar um cigarrinho do demônio e filosofar coisas sem noção. Do tipo que vira pra você do nada e diz "Isso não é irônico?" - rs. O cara é gente boa, mas vive afundado num mundo paralelo.

Jessica Simpson
O gay a la Jessica Simpson é clássico: é aquele queridinho do qual todo mundo fala mal. Aquele caipirão que quer ser pop e que todo mundo acha mais sem graça que café com leite. Qualquer escorregadinha e todo mundo desanda a falar mal dele. Isso quando um tipinho como este não revolta e decide assumir-se caipira de uma vez por todas.

Beyoncé
Sabe aquele carinha esnobe? Aquele gostosão que sabe que é o cara? Pois então, é um típico Beyoncé. Se acha fodão, faz carão, desfila de nariz em pé. Mostra que tá com a bola toda e que não precisa de ninguém. O problema é que esse tipo as vezes perde o senso e parece que tá com a Pomba Gira no corpo, e o que era pra ser glamour fica fake. Tenho certeza que todo mundo conhece alguém assim.

Nicole Scherzinger
Este é um tipinho comum: o cara não consegue caminhar com as próprias pernas e é muito dependente de seu grupinho pra fazer tudo. E isso faz sentido: quando olhado sozinho o cara parece sem graça, xoxo, com aquele sorriso amarelo (vide foto). Tanto que muita gente nem liga o nome à pessoa quando citado separadamente de sua "família". É aquele coitadinho cujo muitos admiram, mas ninguém quer ser.

Britney Spears

O tipo já é clichê, mas explicaremos: é aquele tipo que uma hora na vida decidiu se entregar à rebeldia, mas que no fim das contas não soube onde parar. O resultado? Acabou careca, fora de forma e fazendo o louco (rs). Esse tipo agora tá marcado: vai ser sempre visto como louco e decadente, não importa o que faça - e ponto.

Nelly Furtado
O tipinho também é comum: uma mistura de pop com brega. É aquele cara que tem um pé no alternativo mas jura ser pop. Tem influências de tudo quanto é lado mas quer ser pop. Tem aquele peculiar jeito de se vestir e quer ser pop. Tem aquele pensamento peculiar e mesmo assim finge ser mais um promíscuo. É aquele carinha que é o máximo como é, mas insiste em fingir ser outra pessoa.

Kylie Minogue
O estilo Kylie é inconfundível: o cara tem charme, presença e beleza e mesmo assim não se dá conta disso. É aquele elegante e educado, que não exagera jamais. geralmente é o tipo que cehga na boate como quem não quer nada e simplesmente arrasa. E ele não faz carão, nem acrobacias nem faz o tipo louco. É aquele ali, clássico com a sensualidade na medida certa. Dá vontade de levar pra casa e por na estante.



E você, com qual estilo se identifica?

A Volta, O Livro E Uma Foto

Oi pessoal, aqui quem escreve é o Pedro.
Quero falar primeiro que estou em euforia por finalmente termos retornado de, digamos, umas férias não-planejadas. Mas o importante é que estamos de volta, e que já estamos cheio de novidades por aí.
A primeira delas você, que já passou por aqui já sabe: estamos escolhendo o 5º Menino Secreto, se você ainda não sabe disso e quer saber mais, só clicar aqui. Agradeço em nome dos meninos todos que já nos mandaram e-mail se candidatando à vaga. Os e-mails são muito interessantes.
A segunda novidade eu acabei de saber, e venho aqui trazer de primeira mão: Raul vai escrever um livro em homenagem ao blog!! Bem, isso é tudo que eu posso dizer por enquanto, mas ele como o bom escritor que é certamente fará um trabalho incrível e eu já estou ansioso para saber mais a respeito do tema.

Bem, pra terminar deixo um enigma em forma de foto aqui pra vocês...

hehehehe

Pedro.

terça-feira, 30 de março de 2010

Tudo Se Trata de Um Jogo?

Oi Leitor, aqui é o Fê ^^
Queria primeiro dizer que eu estava com saudades infinitas disso tudo aqui...xD
Bem, mas vamos ao que interessa né? Pra quem acompanha o blog, sabe que eu sou o mais novo dos Meninos e que eu sou um sonhador confesso né? Pois bem, saiba também que eu aprendo ali, na marra, quebrando a cara mesmo. Sou desses que se arrisca, vai à luta e volta com o olho roxo.
Saindo de mais uma de minhas batalhas eu fiz uma pausa pra pensar: Quando foi que nossos relacionamentos viraram um jogo?
Não tá entendendo nada né? Pois bem, eu explico: Observe bem os passos de um relacionamento no nosso mundo hoje, e veja se não há todo o clima de jogo...
Você conhece um carta legal numa boate. Deve chegar nele? Será que não vai parecer desesperado? Não será melhor ficar olhando de longe? Mas será que assim nao vai parecer esnobe? Melhor pedir o telefone?
Ok, suponhamos que a ficada já rolou. Deve ligar pra marcar algo? Ele não vai achar que você quer logo algo sério? Será que esperar uns dias não é melhor? Ou será que a demora não vai deixar aquele ar de "tô nem aí"?
Puxa...essas são só algumas das milhões de perguntas internas que você deve fazer quando conhece alguém legal. Na certa é uma situação de milhões de escolhas e qualquer passo em falso pode detonar o jogo todo.
Sim leitor, já perdi caras por ligar cedo demais, ligar tarde demais, não ligar, chegar cedo demais, ficar fazendo carão esperando ele chegar, ficar fazendo doce, dar mole demais...
Afinal, quem dita as regras desse jogo?
Puxa, quando foi que tudo ficou tão difícil?
Uma questão é certa: o nosso amor é mais complicado por não ter papéis pré-definidos socialmente como o amor hétero. Quer exemplos? Uma menina deve ser cortejada, e um menino deve ser o cortejador. E agora quando são dois meninos...quem corteja e quem é cortejado?
Acho que é aí que o jogo começa, advinhar quem é quem nesse tabuleiro. Depois a coisa complica mais, pois feito num jogo de xadrez, cada passo deve ser dado de uma vez. E se pintar um namoro o jogo passa a níveis mais elevados: como encarar a aceitação do outro, os níveis de ciúmes, a infidelidade...
De fato, muito tenho perdido nesse jogo intenso. Mas muito tenho acertado também. O importante é que esteja sempre divertido jogar, e feito uma criança, se o jogo não me agrada eu coloco de lado o tabuleiro e disponho-me a jogar outra partida. Outra coisa: a rainha desse jogo tem que ser você. Se alguém vier bancando o mestre de mesa, jogue com maestria e mostre que a peça que importa é só uma: você.


Fê ^^

CONCURSO - O NOVO MENINO SECRETO

Você gosta das postagens do blog? Tem opinião formada e quer mostrar pra todo mundo? Escreve bem e tem vontade de dar sua opinião ao mundo? Ah, então você já tem tudo pra ser um dos Meninos Secretos, e é por isso, que nós estamos lançando o concurso que vai escolher o 5º membro do nosso grupo!

Isso mesmo, estamos em busca do 5º Menino Secreto!!!
Venha, faça parte do grupo de autores do blog dos meninos que amam meninos!!!

Quem Pode se Inscrever?
-Todo e qualquer menino que ame meninos, de 12 até 30 anos, que tenha acesso regular à internet e se identifique com o blog.

Como se Increver?
-Fácil, só enviar um e-mail para meninossecretos@hotmail.com, com seu nome fictício (caprichado, será o nome que você utilizará durante a seleção), seu msn e o motivo pelo qual deseja ser um Menino Secreto.
-No corpo do E-mail você deve além da justificativa especificar sobre quais assuntos você tem mais afinidade.

Como Ocorre a Seleção?
-Nós 4 vamos selecionar os melhores perfis e marcar uma entrevista online com os pré-selecionados.

O Que o Selecionado Fará?
-O que nós fazemos. Participará dos eventos do blog, fará postagens do seu interesse e será um dos Meninos Secretos.

Preciso me Identificar?
-Não. De início não pedimos pra que você se identifique, faça se desejar apenas.

Bem, estamos esperando que você seja um de nós...
não perca tempo!!!


Dúvidas - deixe um comentário!

Até mais.


O Regresso dos Meninos

Um século e duzentas tempestades depois eis que estamos de volta.
Você, nosso fiel leitor merece mais que explicações, então farei elas em nome do grupo:
Luan adoeceu, e trata-se de uma doença séria. Então, como ele também era um dos idealizadores do blog, achamos justo nos ausentarmos enquanto ele estivesse se tratando. Por isso nós 4 sumimos, porque estávamos enfrentando juntos esta barra por Luan.
Felizmente e graças a Deus Luan está recuperado e embora ainda de repouso sugeriu que retomássemos às atividades do blog.
Então, caro amigo leitor, estamos de volta!!
E estamos preparando algumas novidades...aguarde!


Pedro

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Você É O Cara!

Olá amigos leitores, aqui quem escreve é o Raul.
Primeiro gostaria de pedir desculpas pela ausência, mas álguns problemas surgem, mesmo para os Meninos Secretos: teve que fazer uma viagem inesperada, Pedro está surtando com seus afazeres acadêmicos (que tiveram um considerável adiantamento), eu tive problemas gigantes com minha rematrícula na UFV (que graças a Deus de resolveu) e o Luan adoeceu ( deixo aqui meu desejo de melhoras a ele).
Mas venho aqui hoje pra falar de um assunto que tem me acometido nestes últimos dias também.
Deixe-me, como é de praxis, contextualizá-lo: acabei de sair de um relação muito mal sucedida, que de fato me feriu muito. Fiquei de fossa com o fim, sobretudo porque o cara e eu ainda nos gostamos. Mas o grande problema foi que minha fossa pareceu eterna, e perdurou por muito tempo. E o pior, esse ex sempre retorna, me faz tomar um banho de esperança e depois me mergulha em novas decepções.
E Não adianta, digam o que quiserem dizer, a gente só aprende vivendo. Não adianta falar pra eu não chorar, não acreditar, não me render novamente, que certamente será tudo em vão.
Mas essa semana o famoso Deja Vu teve bons impactos: o ex-ioiô retornou, fez todo o show, me envolveu, como de praxis me decepcionou e eu... eu me achei tão superior aquilo tudo que resolvi mudar a minha vida.
Comecei a olhar as coisas simples com muito mais vigor, e me divertir em fazer as pequenas coisas que aquela fossa colossal havia me feito esquecer. Conversar com um velho amigo, ler um livro, dormir bem, assistir TV, fazer contatos...tudo me pareceu de novo fresco, saboroso e com cheiro vital. E Sabe porrquê? Porque eu vi como eu sou superior à tudo que esse meu ex me proporcionou. Sou um cara decidido, dedicado, que tenho bons amigos, uma vida tranquila e regada de oportunidades.
Aprendi a rir das pequenas coisas, e vi como o que nós chamamos de "amor" pode cegar a gente.
Fazendo uma apologia às palavras de Pedrão: amor não machuca. Se machuca, não é amor.
E tem mais: nós mergulhamos num sofrimento criado por nós mesmos. Quantas vezes não nos amarguramos por memórias que só estão ali porque a gente quer? Quase sempre, é a resposta.
O Negócio é se policiar para filtrar só o que tem de bom por vir e esquecer as memórias ruins, agir sempre com ética e pautado por sua razão e assim enxergar cada dia o cara especial que você é.
Ninguém pode nos amar tanto quanto nós mesmos. E isso não é demagogia, é verdade. Aprenda a olhar tudo com simplicidade e o quanto tu é bom, que aí você vai olhar pro espelho e dizer: "Eu sou o cara"!


Raul

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Conquiste-me.


Olá leitores, aqui quem fala é o Pedro.
Venho aqui hoje fazer um post sobre uma grande confusão do mundo dos meninos que amam meninos...
Vamos refletir: de todos os amigos gays que eu tenho, cerca de 98% está atrás de um relcionamento sério, e sonha com aquele cara ideal. Até aí, ótimo. Seria pelo menos, olhando pela perspectiva de que todos buscam a mesma coisa. Mas na prática, a coisa desanda.
Quantas vezes não rola aquela conversa pelo msn, o cara tá ali, super afim de namorar e na hora do encontro real ou da ficada a coisa não flui? E de repente o candidato perfeito é mais um que some mundo afora. E isso, no fundo dá aquela angústia.
Passando para o pessoal, eu já tentei várias vezes ser conquistador, e falhei. Achei que o erro estava aí, e que eu talvez devesse ser conquistado. Então me deixei a deriva, e nada. Então resolvi ser conquistador novamente, deu certo algumas vezes, mas novamente o resultado foi zero.
Vos pergunto: estamos demasiadamente disponíveis para conquista ou nos faltam conquistadores?
No fundo todos nós queremos receber mimos, presentes, declarações de amor, fazer programinhas românticos, sair pra jantar antes de transar com o cara e por aí vai...
Então sejamos todos conquistadores e conquistados na mesma proporção. Dessa forma, todo mundo tem metade de chances de ser arrebatado e de arrebatar o coração de alguém.
Fica a Dica.

Pedro

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Chega Mais Amigo

Oi gente!! Aqui é o ^^
Estou vindo aqui em nome de todos primeiramente para agradecer a confiança e a paciência de vocês que passaram por aqui e prestigiaram nosso blog na 1ª semana de vida dele.
Tivemos 180 visitas, é modesto, mas é gratificante! Embora claro, estamos mais interessados em ajudar realmente uma pessoa (esclarecendo, divertindo ou fazendo pensar) do que no número de leitores que passam por aqui.
Gostaria também de pedir desculpas por estes dois dias sem posts. Amanhã voltaremos com algumas novidades, pois estivemos nestes últimos dois dias ocupados com alguns preparativos das voltas as aulas. ^^
Bem, a todos voces aquele beijão, muito obrigado e até amanhã!


^^

sábado, 20 de fevereiro de 2010

Confissões De Um Sábado A Noite

Olá caros leitores, quem vos escreve é o Raul.
Hoje venho aqui inaugurar a nossa coluna "Confissões De Um Sábado A Noite", aquela onde você vai poder nos contar aquele caso inacreditável, aquela balada inesquecível, aquela transa fenomenal, fazer aquela crítica bem marcante ou passar mesmo só para exoressar o que está sentindo.
É um espaço dedicado a você, amigo leitor que quer fazer parte desse nosso mundo dos segredos dos meninos.
Se voce quer mandar sua contribuição pra coluna anota aí que é fácil:
-Inventa aquele pseudônimo bem maneiro.
-Escreve, bem detalhado aquele seu texto que você quer publicado aqui no blog.
-E pronto, só enviar pro nosso correio secreto ( meninossecretos@hotmail.com), com o assunto "Confissões De Um Sábado A Noite".

Depois disso a gente vai selecionar os melhores, escolher uma fruta bem especial pra representar o leitor da vez e postar aqui, Entendido?

Bem, eu estréio a coluna de hoje, por enquanto.

Capítulo I - O Tédio

Primeiro vou contextualizar o amigo leitor que nao reside em Viçosa: a cidade de Viçosa é praticamente movimentada pela UFV (Universidade Federal de Viçosa, aos desentendidos) e pelo segmento estudantil. O município tem menos de 100 mil habitantes, e fica limitado à um centro urbano bem "apertadinho". Nada de shopping (não um digno, pelo menos), nada de grandes centros comerciais, nada de boates fixas. O grande movimento fica mesmo por conta das festas universitárias e dos barzinhos locais.
Agora lhe pergunto amigo leitor: que diabos um menino que ama meninos, faz, sozinho, fora do período de aula nesse lugar?

Barzinho sozinho? - Não.
Alguma boate GLS boa? - Não.
Algum lugar de pegação? - Não.
Algum filme bom num cinema decente? - Não.
Algum restaurante que valha a pena só pela comida? - Não.
Algum bom lugar pra se dançar? - Não.
Pegação online de qualidade? - Não.

Como foi que chegamos nesse ponto? Uma cidade que tinha tudo pra ser o point da ferveção (leia-se GLBT aqui também) e não nos oferece praticamente nada! Pior, se você, assim como eu e Pedro, está ainda limitado à círculos de amigos não-gays, seu vínculo fica praticamente voltado ao ambiente universitário ( e monótono) hétero.
Eu não fico sabendo de nenhuma festa GLBT que por aqui acontece (e parece mesmo que os organizadores estão satisfeitos somente com o público que já as frequenta), não encontro alternativas decentes para um menino que ama meninos e não consigo nem se quer forçar a mente pra encontrar um bom programa.
Em épocas fora de período de aula, esqueça até as boas programações hétero.
E acabaram-se as opções.
Praticamente o que falta é uma vozinha lhe dizendo: "Mais uma vez Zorra Total"...

Raul

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

Guerra Na Cama

E ae lekes? De boa?
Aqui é o Luan o/
Hoje to vindo aqui pra fazer um post um pouco sexual, mas com uma pitada de relacionamento.
O assunto é polêmico, trás muitos argumentos e pode gerar horas de discussão.
PASSIVO X ATIVO
Bem galera, desde que eu me entendo por um apreciador do sexo masculino eu tinha a cabeça cheia de dúvidas sexuais. Não é novidade pra ninguém que o sexo gay é mais complicado que aquela coisa secular hétero né? Pois bem, e muita coisa eu só fui descobrir na boa e velha prática.
Antes de começar a discussão vou me posicionar quanto minha opção: na minha primeira relação eu quis ser passivo, mas doeu muito e não rolou. Depois, nas demais que se sucederam eu fui ativo. Mas o interessante é que alguns lekes me instigavam a querer ser ativo e outros não. Quando eu pego um cara forte, mais másculo, quero ser passivo. Quando pego um novinho, lekizinho, mais frágil, quero mesmo é ser aquele ativaço. Sempre achei esse desejo normal, e alguns dizem por aí que isso é versatilidade. Besteira, eu diria! Porque mesmo tendo conseguido ser passivo depois, em nenhuma transa eu fui exatamente os dois. Isso sim pra mim é versatilidade: ser ativo e passivo na mesma relação.
E o que nós encontramos por aí? Uma lera de passivo e o dobro de versáteis.
Veja bem, versáteis uma ova. Não sei quando, como e nem porquê isso começou, mas o que se sucede e não é novidade pra leke nenhum é que essa onda de versátil começou porque o pensamento coletivo de que ser passivo é "vergonhoso" apareceu. Mas que droga de pensamento é esse? Todo ativo precisa de passivo, e vice-versa, porque todo mundo sabe que pão com pão não dá sanduíche.
Pra mim não existe coisa mais deprimente do que pegar aquele leke machão, que se diz versátil e ter que aturar o passivão. Ou o contrário, pegar o passivinho delícia, que você tá louco pra dar uma coça e de repente ter que aturar aquele leke desengoçado tentando mandar ver. É deprimente, e sabe qual o motivo? A falta de sinceridade.
Eu sou sincero até demais. Já teve transa minha que o carinha queria ser ativo e eu disse na boa: "Sou eu quem mando aqui. Tu foi feito pra ser fodido leke, não pra foder". E acho que se você mandar uma real pro cara, o mal entendido acaba onde deve acabar: antes de ir pra cama, porque depois disso jovem, é só constrangimento.
Então eu digo que não sou versátil. Digo que sou passivo e ativo, variando ocasionalmente.
Um outro lance que me incomoda também é a falta de bom senso. Já peguei lekes com 8 cm de pau que queriam ser ativos (pelo amor né?) e lekes com aquela potência de astro pornô querendo ser passivo (desperdício puro). Mas essa é a vida, nem tudo dá pra prever. Mas algumas coisas, podem ser evitadas. Começe mandando a real, dizendo o que curte mesmo cara.
Conheçeu aquele cara no chat? Diga pra ele que é passivo mesmo. Ou que é ativo. Ou que quer esperar o encontro pra se decidir. O que não pode é rolar um baita constrangimento quando era pra ser só prazer.
Diga a verdade, e aproveita esse prazer Brasil! hsuahushasa
Falow Lekes
Luan o/o/o/

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

CHAT Meninos Secretos


Olá amigos leitores.
Temos mais uma novidade: agora nós poderemos todos interagir num chat só nosso no msn.
Add a gente aí:

group1136392@groupsim.com

Pra quem não sabe, é só copiar o endereço acima e add no msn como se fosse um contato!

Abraços

Pedro

Turma Gay, Ação!

Oi leitor, aqui é o Raul!
Hoje nosso post no blog vai ser sobre um tema sempre atual: a turma gay! Fui eu quem escrevi o post, mas este é o primeiro post com os pensamentos dos 4: Eu, Luan, Pedrão e Fê tivemos todas essas idéias juntos.
Resolvi falar sobre isso por alguns motivos: primeiro porque os autores desse blog são de fato uma turma gay, e segundo, que aqui na nossa cidade não faltam grupinhos dos meninos que amam meninos. Então resolvi, de forma bem humorada tocar nesse assunto, e claro, peço pra que vocês também encarem o post com bom humor.
Preparados?
É hora de morfar!Para figurar o post resolvi utilizar do velho apoio das analogias, e com figuras que certamente a maioria de vocês conhece: os Power Rangers!!
Por que a escolha? Simples: são cinco figuras, que têm uma vida normal, e quando o mundo precisa deles, eles se reúnem, morfam e saem do armário, viram a própria bandeira GLBT em fantasias pra lá de coloridas e vão por aí dar pinta. E o mais legal, é que cada Ranger tem a sua personalidade e diz muito sobre quem é quem nessa batalha.

O Ranger Vermelho

É aquele poderoso, o líder da turma!! Aquele que decide qual vai ser o lado da cidade que os Rangers vão dar pinta batalhando no dia. É aquele de moral, que sempre apazigua as brigas e põe um ponto final nas decisões do grupo. Na balada, ele é firme, embora role umas inseguranças (afinal, vive ums er humano embaixo dessa cafonice vermelha né?). Se atrai sempre pelos caras mais frágeis, aqueles bem ao estilo Ranger Rosa.
Quando o grupo anda desunido, é ele quem toma aquela decisão importantíssima e decide que é hora de chamar o bafão do Megazord!


O Ranger Azul
É aquele braço direito, inteligentíssimo, que tá ali no grupo pra equilibrar. É o mais tímido da galera, aquele que ainda não se soltou por completo e na hora de morfar com as amigas e dar pinta ele ainda jura que é meio hétero e fica pagando de Ranger Azul mesmo, porque azul é coisa de macho! O cara fica ali na balada todo cheio de insegurança, se achando feio, e embora ajude todos os outros Rangers, na hora de se arrumar sempre fica mais difícil.

@ Ranger Amarel@
Quase todo grupo tem um desses: é aquela figurassa que jura ser uma coisa, mas na hora de morfar a coisa muda de figura. Sabe aquela amiga sapa? Aquela que é mulher e na hora de morfar vira quase um machão amarelo? Então, note que @ Ranger Amarel@ nem usa saia como a Ranger Rosa. Se seu grupo tem uma fancha, pode ter certeza que ela é a Ranger Amarela. Também serve pra representar aquele amigo que jura que é gay-macho-ativo, mas basta retirar a alegoria amarela pra notar a mulher que tem ali debaixo!

O Ranger Preto
É o representante das minorias. Todo mundo sabe que tá ali só pra preencher uma cota (e não falo aqui de raça ok gente?). É sempre aquele mais feio, mais quieto, mais emo, mais deslocado do resto da galera. Tão deslocadinho e tão na dele que você nem sente que tá ali. É aquele tipo de pessoa tão coadjuvante que você só pode notar a falta que faria pro grupo depois de um tempão. É aquele que durante uma briga interna não toma partido, que na balada nem manifesta-se, mas que é tão essencial pro grupo quanto os outros. É aquela coisa: não faz a mínima diferença, mas quando vai embora é de quem a gente mais sente falta.

A Ranger Rosa
É a princesinha da turma. Aquela que quando está tranformada faz todo charme, graça e glamour. É a conquista mais difícil, daqueles que quase têm de ser pedido em casamento. Mas não se deixe enganar, porque a Ranger Rosa é na verdade uma "mocinha pra frente" e não recua em um campo de batalha. A única da turma a estilizar mesmo na hora do aperto e dar aquele toque feminino em tudo (note a saia sobre a roupinha brega). Ela tem pedigree e não sai por aí de pernas arreganhadas na foto como @ Ranger Amarel@. É aquela que sonha toda noite com um ranger Vermelho em sua vida.


O Ranger Verde
Nem toda turma tem um Ranger Verde, mas há aquelas em que a figura se faz presente. O Ranger Verde é aquele que chega impondo discórdia: quer tomar o posto de líder do Ranger Vermelho, chama o Ranger Preto de Inútil, acha @ Ranger Amarel@ uma cafona, não suporta a timidez do Ranger Azul e de quebra ainda quer pegar a Ranger Rosa. E mesmo assim continua ali, firme e forte alegando querer o melhor do grupo. É aquele moralista, que chega bem no meio da festa e quer escolher o que o DJ vai tocar. É em resumo aquele cara que chega pra desandar a pinta da moçada. Se toca aí Ranger Verde!!


Bem, eu diria que aqui no blog eu sou o Ranger Vermelho, o Fê a Ranger Rosa, o Pedrão o Ranger Azul e o Luan A Ranger Amarela (ele vai me matar, hauaha).
E você? Qual deles é na sua turma? Responde na nossa enquete aqui do lado sobre os Rangers porque a gente quer saber!!!

Mas não se esqueça, o mais importante é que todos eles juntos formam o poderoso MEGAZORD!

Abraços,

Raul, Pedro, Luan e Fê


De Repente Amor



Olá amigos leitores. Aqui é o Pedro.
Venho falar hoje mais uma vez de amor.
Pra mim o mais incrível do amor é aquela incerteza. Aquele frio na barriga, aquela coisa que acontece repentinamente. Pra mim o mais válido do amor é quando ele acontece de repente. E pra mim, de fato, é aí que está toda a emoção do jogo: não poder prever absolutamente nada.
Você pode se apaixonar pelo menino da padaria, pelo seu vizinho, pelo amigo de infância, pelo desconhecido que encontra na rua, pelo namorado do seu amigo, por alguém que você não conhece pessoalmente...
E você não controla. Não é possível escolher o quanto vai ou não se entregar e gostar de alguém. Talvez entregar até tenha como, mas escolher o quanto gostar eu acho impossível.
Mas essa incerteza tanto trás dor como felicidade. Quem nunca se apaixonou estupidamente por um garoto hétero e viu todas as suas esperanças ruirem? Quem nunca se atolou até a cabeça num amor sem a mínima expectativa? Mas também, quem nunca se apaixonou a tal ponto de suspirar mais forte a cada segundo? Quem nunca ficou 27 horas por dia pensando naquele garoto, que as vezes você nem conhece bem?
A graça da vida também é a graça do amor: os acontecimentos repentinos. Você nunca saberá se amanhã, ao comprar pão terá se apaixonado, se daqui a dez anos terá se apaixonado, e se aquele seu melhor amigo é ou não o amor da sua vida. Qual a graça? Deixar rolar, viver e não se preocupar em premonições: o amor não avisa quando vem, ele só vem.


Reflitam.

Pedro

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

Como Assim?

Como assim? Estávamos felizes demais porque o nosso blog tinha 80 visitas logo de cara na estréia e de repente nosso contador de visitas reduziu nosso número pra 41!!
Quem roubou as nossa visitas? Queremos de volta! HAM!

Pedro